Política

Prefeitura de Santa Cruz divulga novo decreto, veja as principais mudanças

 

 

A partir desta sexta-feira (09) Santa Cruz do Rio Pardo passa a ter novas regras relacionadas ao combate da pandemia de Covid-19, isso porque será publicado no semanário oficial do municipio um novo decreto. O semanário será publicado no sábado (10), mas as novas regras já valem para amanhã, sexta-feira.

Confiara as principais alterações:

SUPERMERCADOS: permitida a abertura até as 22h e a entrada de crianças acompanhadas dos pais;

IGREJAS: crianças podem frequentar acompanhadas dos pais. Limite de pessoas de acordo com o Protocolo sanitário, com teto de até 150 pessoas, conforme área útil.

LANCHONETES E RESTAURANTES: abertos até as 23h para atendimento presencial e drive thru. Após, somente delivery. Crianças podem frequentar acompanhadas dos pais;

FOOD TRUCKS: drive thru até as 23h. Após, somente delivery.

BARES, DISTRIBUIDORES DE BEBIDAS E LOJAS DE CONVENIÊNCIA: abertos até as 23h;

PESQUEIROS: aumento da capacidade para 60%. Pesca permitida até as 21h e restaurante até as 23h;

Feriado de 9 de julho: atividades comerciais e serviços liberados.

Leia o novo decreto na íntegra:

DECRETO Nº 189, DE 08 DE JULHO DE 2.021.
“Dispõe sobre a implementação de novas medidas sanitárias visando a prevenção de
contágio e enfrentamento da infecção pelo Coronavirus (COVID-19) durante a “FASE DE
TRANSIÇÃO” e dá outras providências”

DIEGO HENRIQUE SINGOLANI COSTA, Prefeito de Santa Cruz do Rio
Pardo, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais;

CONSIDERANDO a Lei Federal nº 13.979, de 06 de fevereiro de 2020;

CONSIDERANDO o Decreto Federal nº 10.282, de 20 de março de 2020 que regulamenta a Lei Federal nº 13.979, de 06 de fevereiro de 2020 e que define serviços públicos e atividades essenciais;

CONSIDERANDO o Decreto Estadual nº 64.879, de 20 de março de 2020 que reconhece o estado de calamidade pública, decorrente da pandemia do
COVID-19, que atinge o Estado de São Paulo, e dá providências correlatas;

CONSIDERANDO o Decreto Estadual nº 64.881, de 22 de março de 2020 que decreta quarentena no Estado de São Paulo, no contexto da pandemia do COVID-19 (Novo Coronavírus) e o Decreto Estadual nº 65.856, de 07 de julho de 2021;

CONSIDERANDO o Decreto Estadual nº 64.959 de 04 de maio de 2020 que dispõe sobre o uso geral e obrigatório de máscaras de proteção facial;

CONSIDERANDO o Decreto Estadual nº 64.994, de 28 de maio de 2020 e a instituição do Plano São Paulo, com a retomada das atividades econômicas em fases;

CONSIDERANDO os Protocolos Sanitários Gerais e Setoriais publicados no sítio eletrônico www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/planosp;

CONSIDERANDO o Decreto Municipal nº 60, de 16 de março de 2020 e o Decreto Municipal nº71, de 24 de março de 2020;

CONSIDERANDO a Lei Municipal nº 3608, de 02 de março de 2021 alterada pela Lei Municipal nº 3614, de 18 de março de 2021;
CONSIDERANDO o pronunciamento do Governo do Estado de São Paulo na data de 07 de julho de 2021 e as regras da fase de transição do Plano São Paulo de 9 de julho até 31 de julho; 

CONSIDERANDO as demais normas municipais que estabelecem medidas visando impedir a proliferação e contágio pelo novo coronavirus-COVID19;

CONSIDERANDO o disposto na Lei Complementar Municipal nº 448, de 20 de dezembro de 2011 e especificamente as disposições dos artigos 359 a 364;

D E C R E T A:

Art. 1º. Fica alterado o § 1º do artigo 4º do Decreto nº 74, de 12 de março de 2021 que passa a vigorar com a seguinte redação:
“Art. 4º
[…]
§1º. Os supermercados e estabelecimentos congêneres além do previsto no inciso I, deverão restringir a entrada ao número máximo de 08 (oito) pessoas por caixa em funcionamento, bem como autorizarem somente a entrada de duas pessoas por família”.

Art. 2º. Ficam alterados o § 1º e § 2º do artigo 4º do Decreto nº 108, de 16 de abril de 2.021 que passa a vigorar com a seguinte redação:
“Art. 4º.
[…]
§ 1º. Para realização de missas, cultos e demais celebrações religiosas deverá ser observado o distanciamento entre as pessoas, limitando-se a 1 (uma) pessoa a cada 2,00 (dois) metros quadrados de área útil, devendo ainda a totalidade de público ser autorizada pela Secretaria Municipal de Saúde e Assuntos Jurídicos, restringida a lotação máxima a 150 (cento e cinquenta) pessoas, independentemente da metragem total do local”.

§2º. Fica permitida a entrada de crianças e adolescentes, obrigatoriamente acompanhadas dos pais ou responsáveis maiores de 18 (dezoito) anos;.”

Art. 3º. Ficam alterados o caput, os incisos II e III e o §2º do artigo 1º e o caput do artigo 3º do Decreto nº 121, de 29 de abril de 2.021 que passam a vigorar com as seguintes redações:

“Art. 1. Em virtude do risco de contágio pelo novo coronavirus – COVID-19 diante da possibilidade de aglomeração de pessoas e visando implementar as medidas mitigadoras quanto aos efeitos econômicos causados em nosso Município, fica permitido, sem restrições de dias, das 06:00 horas as 23:00 horas, o atendimento presencial em restaurantes, lanchonetes, cafeterias, sorveterias, confeitarias, chocolatarias, bombonieres, localizados na área urbana do Município, na forma abaixo estabelecida:”
[…]
II. Seja restringido o número de frequentadores, ao limite de 60% (sessenta por cento) da capacidade de ocupação do estabelecimento, conforme AVCB, devendo ser observado o distanciamento entre os presentes e ainda organizadas as mesas de forma alternada, com a distância mínima de dois metros e indicada a marcação da distância;”

III. Fica permitida a entrada de crianças e adolescentes, obrigatoriamente acompanhadas dos pais ou responsáveis maiores de 18 (dezoito) anos;.
[…]
§ 2º. Os estabelecimentos elencados no caput deste artigo, após as 23:00 horas, poderão funcionar exclusivamente com atividades internas, sem
atendimento presencial e por meio de entregas “delivery”, ficando proibido “drive thru”.
[…]
Art. 3º. Os “food truck” poderão promover o atendimento exclusivamente por meio digital, telefônico ou instrumentos similares, sendo vedado o
consumo no local e poderão funcionar, das 08:00 até as 23:00 horas sem restrições de dias, com serviços de entrega de mercadorias, mediante delivery ou “‘drive-thru” e após as 23:00 horas somente por entrega delivery, devendo também no que couber, seguir as determinações deste Decreto.

Art. 4º. Ficam alterados o caput, os incisos II e III e o §2º do artigo 1º do Decreto nº 136, de 11 de maio de 2.021 que passam a vigorar com as seguintes redações:

“Art. 1º. Em virtude do risco de contágio pelo novo coronavirus – COVID-19 diante da possibilidade de aglomeração de pessoas e visando implementar as medidas mitigadoras quanto aos efeitos econômicos causados em nosso Município, fica permitido, sem restrições de dias, das 06:00 horas as 23:00 horas, o atendimento presencial em bares, distribuidoras de bebidas e lojas de conveniência (incluída as de postos de gasolina localizadas no perímetro urbano), localizados na área urbana do Município, na forma abaixo estabelecida”.

[…]
II. Seja restringido o número de frequentadores, ao limite de 60% (sessenta por cento) da capacidade de ocupação do estabelecimento, conforme AVCB, devendo ser observado o distanciamento entre os presentes e ainda, se o caso, organizadas as mesas de forma alternada, com a distância mínima de dois metros e indicada a marcação da distância; III. Fica permitida a entrada de crianças e adolescentes, obrigatoriamente acompanhadas dos pais ou responsáveis maiores de 18 (dezoito) anos;.
[…]
§ 2º. Os estabelecimentos elencados no caput deste artigo, após as 23:00 horas, poderão funcionar exclusivamente com atividades internas, sem
atendimento presencial e por meio de entregas “delivery”, ficando proibido “drive thru”.

Art. 5º. Ficam alterados os incisos I e III do artigo 1º do Decreto nº 143, de 21 de maio de 2.021 (atividades em pesqueiros) que passam a vigorar com as seguintes redações:
Art. 1º
[…]
I. Seja permitida a entrada de crianças e adolescentes, obrigatoriamente acompanhadas dos pais ou responsáveis maiores de 18 (dezoito) anos;.
[…]
III. Seja restringido o número de frequentadores ao limite de 60% (sessenta por cento) da capacidade de ocupação do estabelecimento, conforme AVCB, devendo ser observado o distanciamento entre os presentes e ainda organizados, com a distância mínima de 2 (dois) metros entre os pescadores;”.

Art. 6º. Fica permitido, no feriado do dia 09 de julho de 2021 o funcionamento do comércio e das demais atividades de prestações de serviço, sendo
que o atendimento ao público deverá ser realizado conforme os “Protocolos Sanitários Setoriais” elaborados pelo Governo do Estado de São Paulo e pelos Decretos Municipais vigentes.

Art. 7º. As medidas previstas neste Decreto poderão ser reavaliadas aqualquer momento, de acordo com a situação epidemiológica do Município.

Art. 8º. Ficam revogados o Decreto nº 131, de 07 de maio de 2021, o artigo 2º do Decreto nº 136, de 11 de maio de 2021, o Decreto nº 142, de 21 de maio de 2021 e o Decreto nº 179, de 25 de junho de 2021.

Art. 9º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação retroagindo os seus efeitos a 09 de julho de 2021.

Registre-se e Publique-se.

Santa Cruz do Rio Pardo, 08 de julho de 2021

Diego Henrique Singolani Costa
Prefeito de Santa Cruz do Rio Pardo”

 

 

Santa Cruz do Rio Pardo realiza 11ª Conferência Municipal de Assistência Social

VER NOTÍCIA

Prefeito Diego Singolani visita o projeto Orquestra de Câmara Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Veja as principais mudanças em Santa Cruz com novo decreto

VER NOTÍCIA