Revista

Pele exige mais cuidados durante o verão

 

 

O verão chegou com tudo e sol forte exige de nós cuidados especiais com a pele para evitar lesões e até doenças mais graves como o câncer.

A Drogalar ouviu a médica dermatologista, Danna Camarinha Figueira Muniz, para saber algumas dicas primordiais a serem seguidas neste período, para aproveitar a estação mais quente do ano sem transtornos.

De acordo com a médica, durante as atividades ao ar livre, devemos usar filtro solar 30 minutos antes da exposição ao sol e retocá-lo a cada duas horas no máximo, se houver sudorese excessiva ou contato com a água o produto deve ser reaplicado com mais frequência.

Além disso, o uso de chapéus e roupas de algodão são essenciais, pois retém cerca de 90% da radiação UV; o uso de óculos de sol ajuda a prevenir lesões de córnea e a hidratação da pele com hidratantes corporais diariamente auxilia na manutenção da quantidade de água suficiente na pele, deixando-a saudável.

A escolha do filtro solar também é um item importante na prevenção da pele. A opção escolhida deve ser baseada no fototipo (classificação da pele em relação exposição solar versus coloração). Fototipos mais baixos devem optar por filtro protetor solar (FPS) mais elevado, como o 60 ou mais; os fototipos intermediários se adaptam bem ao FPS 50/40; e os fototipos mais elevados podem fazer uso de FPS 30. Mas para uma avaliação mais individualizada devemos é necessário procurar o dermatologista.

“Com a exposição ao sol sem proteção pode ocorrer queimadura, envelhecimento precoce, herpes, acne, melasma, câncer de pele, entre outras”, cita a médica.

“O médico deve ser consultado sempre que o paciente apresentar lesão de pele, para ser avaliado, diagnosticado e tratado precocemente quando necessário, para evitar complicações”, completa.

Os cânceres mais comuns de pele são carcinomas basocelular (CBC – mais prevalente) e espinocelular (CEC – segundo mais prevalente), podendo ser curados com facilidade quando detectados precocemente. “O melanoma é o menos frequente dentre todos os tipos de câncer de pele, porém, tem o pior prognóstico e o mais alto índice de mortalidade”, diz a dermatologista.

 

 

Covid-19: Batman participa do primeiro dia de vacinação para as crianças em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Mesmo se não apresentar sintomas, imunizado que teve contato com pessoa com Covid tem de ficar em casa

VER NOTÍCIA

Dezembro Laranja: Sol não é o único vilão do câncer de pele

VER NOTÍCIA