Região

Profissionais da Saúde de Ourinhos são capacitados para incluir pacientes na fila do SUS

 

 

Fazendo parte do Programa de capacitação contínua implementado pelo Prefeito Lucas Pocay, os chefes das unidades de Saúde de Ourinhos participaram na sexta-feira (03) de uma capacitação para incluir pacientes na fila do SUS (Sistema Único de Saúde).

A ação faz parte de uma série de treinamentos que visa melhorar a qualidade do atendimento de saúde na cidade. O principal assunto apresentado no treinamento foi a forma de cadastramento dos pacientes ao CROS, um sistema de regulação de filas de espera.

“Através dessa central, a Secretaria de Estado de Saúde tem o controle de toda a demanda de atendimento que é realizado não somente na cidade e na região, mas em todo o estado”, explica o Secretário Adjunto da Secretaria de Saúde, Dany Eudes Romeira.

“Quando um paciente for cadastrado em uma unidade de saúde próxima a sua casa, será feita uma ficha eletrônica com todos os dados pertencentes a ele. Sendo assim, essas informações passam a ser controlada pelo Estado. Por isso, é preciso que os formulários sejam preenchidos da forma correta”, completa.

Havendo o controle eletrônico, o Estado consegue identificar a maior demanda e remanejar as vagas de acordo com a necessidade de cada município. Em Ourinhos, as filas de espera são para a Santa Casa de Misericórdia de Ourinhos e o AME (Ambulatório Médico de Especialidade). Além disso, com este controle, também há a possibilidade de elevar o número de vagas de atendimento e também a destinação de verba para determinada cidade.

A coordenadora de planejamento da Secretaria de Saúde, Maria Edite de Castro, participou de uma reunião na DRS (Diretoria Regional de Saúde) em Marília e trouxe o treinamento para Ourinhos. Segundo ela, o objetivo é atualizar os profissionais e melhorar o atendimento nas unidades de saúde.

“Nós temos diversos novos profissionais trabalhando conosco. A reciclagem é extremamente importante neste contexto. Todo atendimento que é realizado pelo profissional de Saúde tem de ser fornecido os dados para o Ministério da Saúde para prestação de conta. As capacitações tem como objetivo garantir que nossos profissionais atendam as exigências”, fala.

 

 

Mesmo se não apresentar sintomas, imunizado que teve contato com pessoa com Covid tem de ficar em casa

VER NOTÍCIA

Dezembro Laranja: Sol não é o único vilão do câncer de pele

VER NOTÍCIA

Infectologista reforça importância da imunização no combate à meningite

VER NOTÍCIA