Política

“As provas estão na prefeitura” diz advogado de Sueli Feitosa

Luiz Henrique Mitsunaga, advogado de Sueli Feitosa, esteve nesta quarta-feira (24) em Santa Cruz do Rio Pardo, onde acompanhou os depoimentos de Camila e Silvia, irmãs de Sueli.

“Nada demais, apenas algumas dúvidas que ficaram, foi algo simples e rápido” disse o advogado sobre a presença das duas na Central de Policia Judiciária (CPJ).

Também foi a primeira que o advogado falou com imprensa após as denúncias de sua cliente na semana passada.

“Acompanhei um pouco da repercussão através da imprensa, a Sueli contou o que ela sabia e conhece da prefeitura, vi muitas pessoas falarem da falta de provas, eu reitero que as provas ou boa parte ou quase a totalidade delas estão dentro da própria prefeitura, vi com muito bons olhos as atitudes do chefe do executivo no sentido de apurar, mesmo porque tudo foi relatado são fatos graves” disse Mitsunaga.

O advogado também falou sobre o fato do prefeito Otacílio ter dito que existem muitas inverdades no documento divulgado “Eu não tenho condições de tecer comentários em cima da fala, de uma opinião pessoal do prefeito, todo mundo tem direito de ter a sua opinião, mais do que opinião é fato o que a Sueli declara, os fatos ali são graves, terão que ser apurados, e tudo isso está onde sempre esteve, ao alcance do próprio município, se depois de tudo averiguado e chegar-se a conclusão de que foi uma história criada por Sueli, o prefeito e as pessoas envolvidas poderão tomar as medidas que julgarem cabíveis, porém, se após uma investigação séria, aprofundada, se chegar a conclusão de tudo que a Sueli declarou é verdade, também deverão ser tomadas providências sérias”.

E concluiu sobre o assunto “Muitas das provas estão dentro da própria prefeitura, a defesa está muito tranquila, porque são informações que não se apagam, são extratos bancários, movimentos bancários, tudo é fácil de se apurar, mas não cabe a defesa, a defesa foi um instrumento para tornar o documento público e colocar isso junto ao inquérito”.

Mitsunaga também não concorda com a tese de que a divulgação das denúncias tenham atrapalhado as investigações “Não concordo que atrapalhou, mesmo porque muitas das informações prestadas pela Sueli, já eram de conhecimento das autoridades, nomes mencionados já eram de conhecimento das autoridades, então me permito neste momento questionar esse atrapalhou, pelo contrário, eu acho que a partir deste momento tivemos uma evolução na apuração, a verdade tem que surgir doa a quem doer, eu vejo uma grande evolução daqui para frente na apuração destes fatos”.

O advogado também falou sobre o possível motoboy que buscava os envelopes de dinheiro, já que em sua entrevista o prefeito disse ser impossível a Sueli não saber o nome do mesmo, ou até mesmo a placa da moto “Olha isso só a Sueli quem pode esclarecer, ela me informou é o que está no papel, que ela pode reconhecer o motoboy, e ele era o responsável por todos os recebimentos até outubro de 2016”.

Luiz Henrique terminou a entrevista falando das criticas que recebeu de alguns dos envolvidos “Quem me chamou de picareta, de advogado porta de cadeia, não sabe o que falou, quem me conhece sabe que não sou um advogado qualquer, meu currículo me precede, eu vejo que quem fala isso não me conhece e deveria me conhecer um pouquinho melhor, a partir do momento que me conhecer não irá fala uma bobagem desta” terminou.

 

 

Santa Cruz do Rio Pardo realiza 11ª Conferência Municipal de Assistência Social

VER NOTÍCIA

Prefeito Diego Singolani visita o projeto Orquestra de Câmara Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Veja as principais mudanças em Santa Cruz com novo decreto

VER NOTÍCIA