Política

“A prefeitura tinha que afastar a Sueli, e não convocá-la para voltar ao trabalho” diz advogado

 

 

Em entrevista para a Band FM, nesta quarta-feira (28), o advogado de Sueli Feitosa, Dr. Luiz Henrique Mitsunaga, confirmou que sua cliente recebeu notificação da prefeitura de Santa Cruz do Rio Pardo, pedindo seu comparecimento ao setor de Recursos Humanos e acertar o seu retorno ao trabalho.

“Achei muito estranho essa notificação, já pedi informações sobre esta notificação, mas posso adiantar que a Sueli Feitosa não vai voltar a trabalhar na prefeitura, não entendi essa atitude, eu não quero que daqui a pouco a população interprete isso como uma afronta por parte da Sueli, a Sueli não tem intenção nenhuma de afrontar ninguém, ela não quer criar nenhuma celeuma, o que a Sueli quer neste momento é cumprir a ordem judicial, ela a disposição da justiça, e assim pretende continuar” disse o advogado.

A informação de que Sueli Feitosa seria notificada a voltar ao trabalho após sair da prisão, foi passada pelo próprio prefeito Otacílio Parras Assis, que durante a entrevista ao ser informado que Feitosa está proibida de entrar na prefeitura, brincou que ela poderia ser deslocada para trabalhar na delegacia, o que gerou uma grande saiu justa entre prefeito e policia civil.

Sueli Feitosa que estava presa desde fevereiro, foi libertada na última semana, e vai responder em liberdade a acusação de desviar milhões de reais dos cofres da prefeitura, ela mesmo já admitiu o desvio de um milhão, mas existe a hipótese de mais de sete milhões de reais terem sido desviados.

Durante a participação na Band FM, Mitsunaga deu uma alfinetada no jurídico da prefeitura “É estranho essa convocação, até por tudo que já foi falado pelo poder executivo, neste momento é um contra senso falar que a Sueli tem que voltar a trabalhar, me surpreende o fato, pois havia uma decisão na sindicância de afastamento da Sueli, porque a prefeitura já não a afastou até o final do processo disciplinar, essa é uma decisão que cabe ao poder executivo, eu vou inclusive estudar isso, e se a prefeitura não tomar providências a defesa irá requerer o afastamento dela, inclusive sem que ela receba os seus vencimentos, se falou que minha cliente deveria cometer o suicídio, ora falou-se que minha cliente deveria usar o soro da verdade, ora fala que minha cliente foi ladra, dito pelo próprio prefeito, e agora ele a notifica que ela volte as atividades, isso é no minimo estranho, existem meios jurídicos para a prefeitura se resguardar, aliás já deveriam ter sido adotados nestes mais de seis meses de investigação, não dá para dizer que a prefeitura não teve tempo de se posicionar de forma concreta, repito não existe a minima condição de Sueli voltar ao trabalho” comentou.

Ao final Mitsunaga disse que conversou com Luciana Junqueira, procuradora jurídica do município, e deixou claro que Sueli não irá se apresentar “Liguei para a Luciana Junqueira e já apresentei a ela a minha preocupação em relação a esta notificação, disse a ela que a Sueli não irá se apresentar, expliquei os meus motivos, inclusive fundamentando na ordem judicial, e sugeri a ela que fosse feito o afastamento da Sueli para evitar qualquer tipo de prejuízo para minha cliente e também a própria prefeitura” finalizou.

Foi mais uma critica para o setor jurídico da prefeitura que desde da divulgação do desvio de dinheiro tem se mostrado perdido no caso, é criticado pela policia civil, recebe criticas da população, e para completar além se ser criticada, a procuradora jurídica do município, recebeu “orientação” do advogado de defesa de Sueli Feitosa, e fica impossível saber como estão os trabalhos, pois ninguém do jurídico fala com a imprensa, a resposta é sempre a mesma “Estamos trabalhando”.

 

 

 

 

 

Ricardo Madalena viabiliza R$ 600 mil para o turismo de Santa Cruz do Rio Pardo

VER NOTÍCIA

Mais recursos para Santa Cruz: Ricardo Madalena viabiliza agenda de trabalho e integração com o governo de SP

VER NOTÍCIA

Deputado Ricardo Madalena tem artigo publicado pelo jornal “O Estado de São Paulo”

VER NOTÍCIA