Revista

A importância de uma boa limpeza dentária

 

 

O nosso bate papo nesta semana com a Dra. Gabriela Pastore será sobre a limpeza dos dentes. Amigo leitor você sabe o que é o tártaro, o que uma limpeza incorreta nos dentes pode causar, o que é a gengivite. Então vamos lá, Dra. Gabriela vai nos esclarecer esses assuntos.

 

SCN: Gabriela o que é o tártaro?

Gabriela: Quando a higiene bucal é insatisfatória, forma-se uma película de restos de alimentos e bactérias que fica alojada sobre os dentes e gengivas. Quando não é removida, sofre a ação da saliva e forma o tártaro dental.

SCN: E as pessoas percebem isso com facilidade?

Gabriela: Muitas pessoas não conseguem e acham que ele faz parte dos dentes. 

SCN: E quais são as consequências de uma limpeza dental incorreta?

Gabriela: A gengivite é o primeiro estágio de um problema causado pela má higienização da boca, conhecida como “doença periodontal”. A gengivite consiste na inflamação da gengiva pela ação do biofilme bacteriano sob os dentes e a gengiva. É caracterizada pela vermelhidão na gengiva, inchaço, presença de dor ao toque, sangramento espontâneo ou sangramento durante a escovação. Esta é uma fase da doença que conseguimos tratar, ou seja, uma boa higienização e a limpeza feita pelo dentista são suficientes para não causar maiores danos às estruturas da boca.

SCN: Uma má limpeza dental pode trazer várias consequências, até chegar a perda do dente?

Gabriela: Uma vez que o tártaro não é removido, permanecendo durante meses na boca, a higiene torna-se cada vez mais complicada. Dessa forma, o tártaro se intensifica e se direciona para a raiz do dente, causando destruição do osso, e, consequentemente amolecimento e perda do dente. Esse estágio da doença é mais crítico porque o osso perdido não pode ser recuperado. Além da gengivite e perda óssea, a má higiene bucal pode causar cáries, mau hálito e perda de dentes, entre outros problemas.

SCN: Para quem é indicada a limpeza dental no dentista?

Gabriela: A limpeza dental está indicada para todos os pacientes de todas as idades. Para as crianças que não têm tártaro dental, pode ser feita a profilaxia com escovinha, pasta profilática e aplicação de flúor para manter os dentes livres da placa dental e de cáries.

SCN: Existe um tempo determinado para se fazer uma limpeza dental em um profissional?

Gabriela: Em geral, por melhor que seja sua higiene bucal, é importante um acompanhamento com o dentista para detectar a presença de tártaro e cáries. A limpeza dental no dentista deve ser feita com uma frequência de seis meses, nos casos em que há um bom controle de placa dental por parte do paciente. Já nos casos de doença periodontal, o paciente precisa conversar com o dentista para realizar a limpeza do tártaro com uma frequência maior, como a cada três meses, para que o problema se estabilize, sem que haja mais perdas ósseas.

SCN: Como é feito a limpeza no consultório?

Gabriela: O processo da limpeza no consultório consiste na remoção da placa e do tártaro sobre os dentes, por meio de escovas rotatórias e pasta profilática, instrumentos manuais ou por meio do aparelho de ultrassom odontológico, o procedimento é simples e ajuda a prevenir a necessidade de outros tratamentos.

SCN: Dra. Gabriela agradecemos mais uma vez essa consulta gratuita para nossos leitores e até a próxima.

Gabriela: Estou sempre a disposição para esclarecer as dúvidas, e também quem quiser mais informações pode me procurar em meu consultório, e não se esqueçam A SAÚDE COMEÇA PELA BOCA! 

O consultório da Dra. Gabriela Pastore fica na rua Marcos Righi (esquina da Matriz São Sebastião), telefone 3372 7092 ou whatsApp (99600 7092), atende com convênios da Caixa e Associação Comercial, faça um orçamento sem compromisso.

 

Antes e depois de uma limpeza no consultório dentário

 

 

Covid-19: Santa Cruz atinge centésima morte

VER NOTÍCIA

Confira os números da Covid-19 em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Tomei a 2.ª dose da vacina contra a Covid-19. Já posso relaxar?

VER NOTÍCIA