Revista

Banho correto nos idosos ajuda até na auto-estima

 

 

Um dos momentos mais complicados para as famílias que têm idosos doentes ou com limitações de movimento é a hora do banho, seja ele no chuveiro ou na cama.

Na maioria das vezes, falta habilidade para os familiares executarem essa missão e sobram constrangimentos e riscos. O momento do banho, quando este acontece no chuveiro, é o mais perigoso para quedas e lesões de pele. O simples fato de enxugá-los sem cuidado pode, dependendo da pele do idoso, abrir pequenas feridas.

Um profissional da área de enfermagem é o mais adequado para dar o banho e alertar as famílias sobre adaptações no banheiro (como a colocação de barras) e equipamentos adequados (como a cadeira de banho) para a segurança do idoso.

“O banho não é só um momento de higiene e para manter a pele do idoso saudável, mas também um procedimento que acalma, relaxa, alivia as tensões e melhora o humor do idoso”, diz Nayara Moreno, chefe de enfermagem da AleNeto Enfermagem.

Em alguns casos, idosos que têm condições de tomar banho no chuveiro ficam fadados a tomá-los no leito, exatamente por falta de habilidade dos familiares e medo dos mesmos em relação a acidentes. “Faz um bem enorme um banho de chuveiro e ajuda até na recuperação e no tratamento”, completa Nayara.

Porém, em algumas situações, só é possível, de fato, um banho no leito. E aí é mais imprescindível ainda a presença de profissionais de enfermagem, pois as dificuldades aumentam e as técnicas usadas passam a ser mais apuradas.

A AleNeto Enfermagem presta atendimento domiciliar em Santa Cruz do Rio Pardo e região. Para conhecer mais, ligue (14) 3372-0631 e no telefone de plantão 24 horas (14) 99747-0154.

 

 

Covid-19: Batman participa do primeiro dia de vacinação para as crianças em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Mesmo se não apresentar sintomas, imunizado que teve contato com pessoa com Covid tem de ficar em casa

VER NOTÍCIA

Dezembro Laranja: Sol não é o único vilão do câncer de pele

VER NOTÍCIA