Saúde

Enfermagem domiciliar evita novos doentes nas famílias

 

 

Parentes que decidem cuidar sozinho do idoso acabam com lesões sérias

 

No momento em que uma família se vê diante de um doente dentro de casa, uma das primeiras atitudes é destacar algum parente para ficar responsável pelos cuidados, que demandam, na maioria das vezes, esforço físico e psicológico.

Sem as técnicas corretas e o preparo adequado, a tendência é que este parente se veja, muito em breve, em uma situação de cansaço e desgaste mental. É quando há um alerta geral na família: precisamos de um trabalho profissional. O problema é que esta decisão pode ser tomada tarde demais.

“São comuns os casos em que os irmãos, o marido ou a esposa assumem tamanha responsabilidade. Mas com o passar do tempo, essas pessoas vão acumulando tanta pressão que acabam também doentes. Recentemente tivemos o caso de uma filha, já com mais de 50 anos, que decidiu no início cuidar da mãe e acabou com uma lesão séria na coluna. Resultado: as duas precisarem de atendimento especializado”, afirma Alexandre Moreno, diretor da AleNeto Enfermagem, empresa de atendimento domiciliar que atua em Santa Cruz do Rio Pardo e região.

Pacientes que exigem ajuda para ir ao banheiro, levantar da cama, tomar banho e andar pedem disposição física de quem está ali para os ajudarem. Além disso, a enfermagem dispõe de uma série de técnicas que auxiliam neste trabalho e garantem segurança total tanto para paciente quanto para cuidador.

“A parte psicológica dos familiares também fica muito afetada. O estresse é tamanho que muitas vezes faltam paciência e carinho de onde mais deveriam aparecer, que é da família. Mas, por que? Porque o familiar inverteu o papel e assumiu as vezes do cuidador. E sem a mesma eficiência, o que é pior”, diz Nayara Moreno, enfermeira chefe da AleNeto.

A AleNeto Enfermagem oferece uma série de opções de plantões personalizados, de acordo com os dias e as necessidades de cada família.

Para saber mais sobre o assunto e conhecer de perto o trabalho da  empresa, ligue (14) 3372-0631 e no telefone de plantão 24 horas (14) 99747-0154 ou faça uma visita no escritório que fica na Avenida Batista Botelho, 418, sala 4.

 

 

“Doença da urina preta” é intoxicação alimentar

VER NOTÍCIA

Covid-19: Santa Cruz registra morte nesta segunda-feira, veja os números no município

VER NOTÍCIA

Jornalista André Rubio é mais uma vitima fatal da Covid-19

VER NOTÍCIA