Política

Prefeito retira ambulância de Caporanga, volta a criticar imprensa e “”grupo político”

 

 

O prefeito de Santa Cruz do Rio Pardo, Otacílio Parras Assis, esteve nesta manhã na rádio Difusora Santa Cruz,e entre diversos assuntos como casas populares, transporte universitário, belo índice que a educação da cidade conseguiu e CPI da Codesan, voltou a criticar parte da imprensa da cidade (sem citar nomes) e algumas pessoas que ele está chamando de “grupo politico” que quer derrubá-lo.

As criticas vieram quando o assunto foi a CPI da Codesan. O prefeito deve depor na comissão que investiga possíveis horas extras irregulares na Codesan na próxima sexta-feira, e nesta manhã (12/11) surgiram rumores de que ele teria se negado assinar o convite emitido pela comissão.

“Na verdade eu queria saber mais sobre as investigações através de documentos, saber o que aconteceu até agora, não tenho tempo de ficar ouvindo todos os depoimentos, mas me foi explicado pelo presidente da comissão, Severo, que isso é impossível, então irei lá na sexta-feira responder todas as perguntas que me serão feitas” disse.

O que chamou a atenção é que na noite de ontem vários vereadores da situação estiveram na casa do prefeito, inclusive Severo, que terá a incumbência de interrogar Otacílio, o que acabando causando um mal-estar.

A reportagem SCN apurou com pessoas ligadas a administração, que o prefeito anda irritado com os vereadores, inclusive da base governista, e coincidência ou não, foi cancelada uma viagem hoje para São Paulo, reunião no DER, ondem iriam o prefeito, e os vereadores Severo, Cristiano Miranda e Lorival do Raio X.

Foram divulgadas duas versões para o cancelamento da viagem, Severo disse para o Santa Cruz News que o cancelamento teria sido um pedido do deputado Ricardo Madalena, já na entrevista para Difusora Otacílio afirmou que ele cancelou a viagem, pois teria que responder documentos para o Ministério Público.

Foi nesse momento em tom de desabafo e critica que Otacílio atacou a imprensa e o tal “grupo politico”.

“Só querem me pegar parece, a imprensa só quer saber se eu e o Claudio sabíamos das horas extras, não perguntam de outros prefeitos, de outros diretores, a imprensa não quer separar as coisas, uma coisa são as horas extras do pessoal de obras, essas eu sabia e eles trabalhavam não tem nada de errado, e existem as horas extras do escritório que só ficamos sabendo agora, tem um grupo politico que é pequeno, e infelizmente eles querem crescer me derrubando” desabafou o prefeito.

Em relação ao caso da imprensa o prefeito está equivocado, pois nos depoimentos que mais chamaram atenção os depoentes disseram que todos sabiam de horas extras, ex prefeitos ex diretores e presidentes, e isso foi destaque na maior parte dos órgãos de imprensa que cobrem a CPI, e não só relacionado ao prefeito e ao atual presidente, Claudio Gimenez.

Durante a entrevista o chefe do executivo santa-cruzense também anunciou a retirada da ambulância do distrito de Caporanga, disse ser uma precaução em relação as denúncias de que o motorista deste veiculo estaria recebendo horas extras de forma irregular.

“Estamos recolhendo a ambulância de Caporanga e devolvendo o motorista para a Codesan já que ele é funcionário de lá e estava emprestado para a prefeitura, e assim será até ficar definido pela justiça se tem ou não algo irregular, estou fazendo isso para depois não acusarem  o prefeito de não tomar atitudes, antes de fazerem as denúncias as pessoas precisavam se informar corretamente, mas não, preferem denunciar sem saber a verdade”.

Severo tem uma batata quente em suas mãos

 

O que chama a atenção é que o primeiro a fazer denúncia sobre esse assunto foi o advogado Marcelo Picinin, que até pouco tempo era o braço direito de Otacílio e seu assessor, até ser demitido meses atrás sem explicações pelo prefeito.

A realidade é que os bastidores da politica santa-cruzense estão fervilhando, e no momento quem tem a maior batata quente nas mãos é o vereador Luciano Severo, presidente da CPI, o que fazer? Apertar Otacílio no depoimento de sexta-feira e irritar ainda mais o já irritado prefeito e o principal cabo eleitoral de Severo na próxima eleição para prefeito, ou ser afável e simpático com o mandatário santa-cruzense e arranhar ainda mais a imagem de uma CPI que já nasceu precisando urgente de um funileiro?

 

 

 

 

 

 

 

Ricardo Madalena viabiliza R$ 600 mil para o turismo de Santa Cruz do Rio Pardo

VER NOTÍCIA

Mais recursos para Santa Cruz: Ricardo Madalena viabiliza agenda de trabalho e integração com o governo de SP

VER NOTÍCIA

Deputado Ricardo Madalena tem artigo publicado pelo jornal “O Estado de São Paulo”

VER NOTÍCIA