Revista

Dosagem é tática para uso correto das tecnologias

 

 

Segundo o Ibope Media, 95% dos jovens brasileiros entre 15 e 33 anos com acesso à internet se consideram viciados em tecnologia.

 

De acordo com o psicólogo, Regis Pilati (foto) os adultos e cuidadores precisam aceitar a tecnologia, até porque hoje não se vive sem, e a mesma é utilizada como ferramenta de trabalho. “Privando a criança ou adolescente desse meio, pode-se criar uma revolta, onde nada será resolvido, pois precisamos ensinar o limite. Não precisa ser extremista, a ponto de tirar, isso não irá educar, nem fazer a criança entender”, comenta.

A forma saudável para o uso de toda essa tecnologia, é a dosagem, ou seja, administração do tempo e também a distribuição dele. Ter tempo para tudo um pouco, e não apenas para jogos eletrônicos, filmes e séries. É uma cobrança que os pais e/ou cuidadores podem e devem ter para com os filhos, por exemplo: cobrar leitura, atividade física, ajudar em casa e passear com amigos.  

“As obrigações devem vir em primeiro lugar. Eu particularmente não acho legal jogos eletrônicos no período da noite para crianças, libera muita adrenalina e pode prejudicar o sono e mesmo o descanso para o dia seguinte”, explica o psicólogo.

Segundo Regis, o meio tecnológico é favorável e contra nós, depende a forma como usamos, podendo ser uma maneira de se fechar em casa, se excluir do meio social, podendo colaborar para algum tipo de transtorno.

PESQUISA

O dado divulgado acima resulta de pesquisa realizada pelo painel online CONECTAí, em parceria com o portal youPIX, com a participação de 1063 internautas.

Todos que se classificam como dependentes usam o Facebook; 74% afirmam utilizar o Skype e 72% o Twitter. Serviços de internet banking estão presentes na rotina de 70% deles e aplicativos de mensagens instantâneas (Whatsapp) na de 63%. O percentual é o mesmo dos que acessam blogs. 

O aplicativo para publicação de fotos Instagram é usado por 59% dos jovens internautas e os jogos online são um hábito para 56%. No total, 48% aderem à rede social corporativa Linkedin. 

 

 

“Doença da urina preta” é intoxicação alimentar

VER NOTÍCIA

Covid-19: Santa Cruz registra morte nesta segunda-feira, veja os números no município

VER NOTÍCIA

Jornalista André Rubio é mais uma vitima fatal da Covid-19

VER NOTÍCIA