Saúde

Dengue: Confirmado primeiro caso de outubro em Santa Cruz

 

 

Em Santa Cruz no ano de 2019 foram registrados 606 casos de dengue, o último caso confirmado foi no Bairro Santa Aureliana no dia 10 de outubro , 03 casos encontra-se em investigação.

Altas temperaturas e chuvas são uma combinação que favorece o aumento da população do mosquito transmissor da dengue, com um duplo resultado.

Em contato com a água das chuvas, os ovos colocados há semanas ou meses nas casas puderam dar origem a novos mosquitos. Ao mesmo tempo, com as chuvas, aumenta a oferta de criadouros para as fêmeas do Aedes aegypti colocarem seus ovos.

É um ciclo que pode ser interrompido com ações simples, semanal, de vistoria das nossas próprias casas, usando apenas 10 minutos por semana para remover criadouros no ambiente doméstico e peri-doméstico, de modo a interferir no ciclo de desenvolvimento do vetor, impedindo que ovos, larvas e pupas do mosquito cheguem à fase adulta.

O Aedes aegypti vive e se reproduz, em geral, dentro e no entorno das residências, por isso temos que ter cuidado redobrado com nossas casas.

 

 

Dengue: atenção aos sinais

VER NOTÍCIA

Com surto em alta, Brasil chega em 4 meses ao mesmo patamar de casos de dengue de todo o ano passado

VER NOTÍCIA

Meus pais têm pressão alta. Eu também terei?

VER NOTÍCIA