Policial

Bombeiro santa-cruzense conta experiência em trabalho na tragédia da Baixada Santista

 

Publicidade

 

O santa-cruzense Cabo Simile do Corpo de Bombeiros de Santa Cruz do Rio Pardo esteve ajudando nas buscas de pessoas que ficaram soterradas durante os deslizamentos após fortes chuvas que atingiram na Baixada Santista no inicio de março.

Até o domingo (08) eram 42 corpos encontrados sob os escombros e 36 pessoas ainda estavam desaparecidas.

Simile foi como voluntários com mais 21 homens do Corpo de Bombeiros da região e entrevista para o repórter Dario Miguel (Band FM) contou como foi a experiência.

Ouça a entrevista:

 

 

Cão Draco da PM encontra 750 pedras de crack em mata na cidade de Ipaussu

VER NOTÍCIA

Aeronaves da Marinha pousam em Santa Cruz devido à chuva

VER NOTÍCIA

Casa pega fogo no centro de Santa Cruz

VER NOTÍCIA