Saúde

Novembro Azul: Com diagnóstico precoce, cura do câncer de próstata chega a 90%

 

 

Cálculo é que haja 65.840 novos casos da doença no Brasil neste ano


Quando se trata de câncer, o momento do diagnóstico e do início do tratamento é fundamental. Quanto mais cedo, maior é a chance de cura. Se descoberto nas fases iniciais, a possibilidade de recuperação de um tumor maligno na próstata chega a 90%. O Instituto Nacional do Câncer (Inca) calcula 65.840 novos casos de câncer de próstata no Brasil em 2021. Porém, muitos podem nem ter sido diagnosticados. Por isso, todos os anos a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), urologistas país afora, órgãos de saúde públicos e privados se envolvem no movimento Novembro Azul para esclarecer sobre a doença e conscientizar os homens a cuidarem da saúde.

E cuidar da saúde do homem é fazer exames preventivos anualmente, principalmente para verificar se está tudo bem com a próstata, uma glândula do sistema reprodutor masculino. Antônio de Moraes Júnior (foto), urologista do Sistema Hapvida, explica que são necessários dois exames. Um laboratorial (dosagem de PSA) e um físico, que é o toque retal. Esses são exames que todo homem acima de 50 anos deve fazer anualmente. Se pertencer a algum grupo de risco (com histórico de câncer de próstata na família, seja obeso ou afrodescendente), a indicação médica é começar a fazer essa avaliação anual a partir dos 45 anos, frisa Moraes Júnior.

Nestes exames, caso sejam constatados aumento da glândula ou PSA alterado, deve ser realizada ultrassonografia e uma biópsia para averiguar a presença de um tumor e se ele é maligno. Se for, o paciente precisa ser submetido a outros exames laboratoriais para se determinar o tamanho do câncer e a presença ou não de metástases. Somente então o médico definirá o tratamento indicado.

Alexandre Gomes, diretor de Oncologia do Sistema Hapvida, frisa que nem todos os casos de câncer de próstata exigem cirurgia para retirada da glândula. O tratamento depende do estágio da doença. “Se estiver confinado à próstata, a indicação é cirurgia de retirada da glândula ou radioterapia. Se estiver mais avançado, além de radioterapia e/ou cirurgia para retirada da próstata, faz-se terapia hormonal para diminuir a testosterona. Isso porque o hormônio masculino alimenta as células neoplásicas do tumor da próstata”, esclarece.

 

 

Secretaria de Saúde realiza nebulização em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Combate a Dengue: Prefeitura de Santa Cruz realiza mutirão de limpeza, confiras as datas

VER NOTÍCIA

Santa Cruz registra 21 casos positivos de dengue, Eldorado e Centro os locais mais afetados

VER NOTÍCIA