Entretenimento

Orquestra Santa Cruz apresenta história, música e teatro na turnê A ‘Evolução da Música’

 

 

A Orquestra de Câmara Santa Cruz está envolvida na preparação para a turnê “A Evolução da Música”. É o Curto Circuito Musical II, que contemplará algumas cidades de nossa região. O cronograma com as datas dos concertos ainda será definido, sendo que a primeira cidade a receber a apresentação que unirá música e teatro, será Santa Cruz do Rio Pardo, interior de São Paulo. A previsão é que os concertos que compõem o Curto Circuito Musical II, realizado através de recursos originados da Lei Rouanet- Pronac (Programa Nacional de Apoio à Cultura), iniciem em fevereiro de 2022.

Na manhã do último sábado (11 de dezembro), os integrantes da Orquestra realizaram um ensaio geral, quando o coordenador pedagógico e artístico do projeto, professor José Magalli Junqueira, apresentou o roteiro histórico que será trilhado no concerto apresentando ao público a Evolução da Música, desde a Idade Média, até os tempos atuais. O encontro contou com a participação da atriz Isabela Gonçalves, uma das componentes da Companhia Teatro das Oito, responsável pela parte cênica no concerto. O grupo ainda conta com os membros: Matheus Flores, Caio Santiago e Matheus Wasconcelos.

“Foi uma oportunidade para que todos os músicos conheçam mais do que estão ensaiando e irão apresentar ao público, para que se ambientem e o resultado final seja o melhor possível”, disse o maestro José Magalli Junqueira

“Muito importante ter acompanhado esse ensaio, pois surgiram diversas ideias e detalhes que poderemos acrescentar na apresentação”, mencionou Isabela.

Ao longo de todo o espetáculo, as músicas e as performances dos atores apresentarão para a plateia o desenrolar da História da Música através dos tempos e os principais compositores de cada movimento cultural, religioso e até mesmo relacionado a política da época.

TURNÊ “EVOLUÇÃO DA MÚSICA”

O concerto “A Evolução da Música” apresenta um passeio musical através da história ocidental. Iniciando com o Renascimento, período posterior à Idade Média, busca o renascer das artes e da visão do homem. É considerada uma fase antropocêntrica. Entre os compositores que serão apresentados do período: Praetorius e o grande Palestrina.

Em um segundo momento, o concerto passa a destacar o período Barroco, com o despontamento do teocentrismo. Nesta etapa há o surgimento de grande apelo sensorial e religioso. Nesse período surgem compositores como: Bach, Handel e Antônio Vivaldi.

Joseph Haydn, Mozart e Beethoven serão os representantes mais expressivos do período clássico, que passará a ser destaque do concerto. O momento se baseia no rompimento com os padrões do Barroco e o estabelecimento de novas regras para a composição musical.

Música e teatro passarão a tratar sobre o Romantismo, já no século XIX. O movimento se caracteriza pelo rompimento da rigidez das regras clássicas e pela manifestação da sensibilidade humana: muitos são os compositores que seguiram essa linha: Beethoven Schubert, Mendelsohnn, Schumann, Liszt e outros.

No pós-romantismo está o impressionismo. Entre os compositores impressionistas, Claude Debussy e Maurice Ravel. As óperas de Giuseppe Verdi, Giacomo Puccini e outros surgem com destacada importância no cenário musical. Ainda podemos incluir nesta lista os compositores que se inspiraram no romantismo de maneira tardia, como Tchaikowsky, Grieg. Dvorak, Gabriel Fauré e Gustav Mahler.

O concerto fecha com a música do modernismo do século XX:  contestação ao mundo caótico produzido com a ajuda da tecnologia.

Nesse período teremos também a música erudita no Brasil com compositores como: Padre José Mauricio Nunes Garcia, Carlos Gomes, Heitor Villa Lobos e Alberto Nepomuceno.

Ainda no contemporâneo, o concerto trará canções com os ritmos de jazz e rock.

REPERTÓRIO

Para que o público sinta um gostinho do que virá na turnê “A Evolução da Música”, o repertório que unirá todos os períodos: ‘Spagnoleta’- ( Praetorius), ‘Dona Nobis Pace’- (Palestrina); Aria na quarta corda – (Bach); ‘Concerto para cordas’ – (Vivaldi); ‘Sinfonia da Surpresa’ – (Joseph Haydn); ‘Eine Kleine Nacht Music’ – (Mozart); ‘9ª Sinfonia’ – (Beethoven); ‘Ave Maria’- (Padré José Mauricio Nunes Garcia); ‘Quem Sabe?”- (Carlos Gomes); ‘O Lago dos Cisnes’- (Tchaykovsky); ‘O mio Babbino Caro’- (Puccini); ‘Second Waltz’- (Shostakovich); ‘Batuque’ – (Alberto Nepomuceno); ‘Prelúdio da Bacchiana 4’- (Heitor Villa Lobos) ; ‘Bolero’ – ( Ravel); ‘Trio in G’ – (Debussy), ‘Dança dos Cavaleiros’- (Prokofiev); Jazz com Blue e ‘Dancing Quen’- (Abba).

ORQUESTRA

A Orquestra de Câmara Santa Cruz existe há seis anos e tem como foco promover a cultura e inclusão. Os ensaios de violino, viola, violoncelo e contrabaixo são realizados respeitando todas as regras de segurança e prevenção previstas nos protocolos sanitários.

As aulas com foco no Curto Circuito Musical 2, através da Lei Rouanet, acontecem as terças e quartas das 16 horas às 19h30 e aos sábados, a partir das 8 horas, no CRAS Betinha, no bairro São José, em Santa Cruz do Rio Pardo. 

O primeiro Curto Circuito realizado entre os anos de 2018 e 2021contou com a turnê ‘Cinema in Concerte’ passando nas cidades de Santa Cruz do Rio Pardo, Assis, Cândido Mota, Piraju e Bauru. No ano 2020, as apresentações foram realizadas de forma online, devido a pandemia.

A Associação Musical Santacruzense é a proponente dessa iniciativa, e está empenhada em difundir e democratizar o acesso à música instrumental por meio de apresentações a todos os públicos.

 

 

Balé municipal de Santa Cruz conquista 12 prêmios em festival de São Paulo

VER NOTÍCIA

ORQUESTRA DE CÂMARA SANTA CRUZ: Concerto ‘A Evolução da Música’ é apresentado em Assis

VER NOTÍCIA

ORQUESTRA DE CÂMARA SANTA CRUZ: Assis receberá turnê ‘A Evolução da Música’ em 16 de abril

VER NOTÍCIA