Policial

Trator furtado em Santa Cruz é encontrado pela policia em Chavantes

 

Por Dario Miguel / Diário Cidadão

 

Em menos de 24 horas, a Polícia Civil de Santa Cruz do Rio Pardo recuperou um trator avaliado em R$ 180 mil que havia sido furtado na noite de domingo, 26, nas imediações de uma borracharia no distrito industrial.
 
Após diligências na região, os agentes encontraram o veículo em uma mata no município de Chavantes na tarde desta segunda-feira, 27. As investigações prosseguem em busca dos autores do crime.
 
O trator pertence à empresa “BC2 Infraestrutura”, de Jaguaré-SP, que presta serviços para a concessionária “Cart” na região. Na ocasião do furto, o veículo estava inclusive com a roçadeira acoplada.
 
O trabalho dos investigadores começou logo que o crime foi comunicado à Central de Polícia Judiciária, ontem. Os agentes delimitaram um raio de buscas baseado nas últimas ocorrências do tipo. O “modus operandi” desses criminosos tem sido se deslocar com o veículo furtado durante a noite e escondê-lo em regiões de mata fechada. Dias depois, eles voltam a embarcar para levar o produto do crime ao seu destino – geralmente, o estado do Mato Grosso.
 
No final da tarde desta segunda-feira, a Polícia Civil obteve informação de que o trator poderia estar em uma área de difícil acesso já no município de Chavantes.
 
Agentes de Santa Cruz do Rio Pardo solicitaram apoio da Polícia Militar de Chavantes para o deslocamento até a área rural, onde o veículo foi encontrado em uma clareira, escondido entre árvores e vegetação. O trator foi devolvido à empresa. As investigações prosseguem para a identificação do autor ou autores do furto.
 
A operação foi conduzida pela equipe comandada pelo delegado Valdir Alves de Oliveira, de Santa Cruz, com apoio dos policiais militares Sargento David e Cabo Lapa, de Chavantes.
 
 
 

PMR apreende produtos de eletrônicos em veiculo Ônix durante operação em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

PMR apreende mais de duas toneladas de maconha em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

“O Frei agiu como um cidadão de bem, não sei porque ele está sendo transformado nesse monstro” diz advogado

VER NOTÍCIA