Revista

As vantagens de ser um trabalhador freelancer

 

 

Alguns dos principais benefícios são a chance de networking e a flexibilidade em relação a diversos fatores como horários e locais de trabalho

 

Trabalhar como freelancer pode ser uma alternativa vantajosa para quem não está empregado ou deseja adquirir novas experiências. Esse profissional pode ser contratado para desenvolver tanto um único projeto quanto um pacote de serviços. Alguns dos principais benefícios são a chance de networking e a flexibilidade em relação a diversos fatores, como horários e locais de trabalho.

O freelancer atua de forma autônoma, portanto não tem vínculo empregatício. Ele pode prestar serviços a diferentes empresas e de onde estiver, mas precisa dispor das ferramentas necessárias para tal. A forma de pagamento também pode variar de acordo com o combinado entre as partes envolvidas.

Segundo pesquisa realizada pela Workana, plataforma que conecta freelancers a diversas empresas da América Latina, a quantidade de profissionais que divulgam os seus serviços na ferramenta passou de 2,8 milhões para 3,2 milhões entre 2020 e 2021. Já o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) contabiliza que, no mercado formal, mais de 12 milhões de brasileiros foram atingidos pelo desemprego no final do ano passado.

Com a crescente demanda e procura por serviços autônomos, é importante que o profissional interessado em se manter nesse segmento ou em migrar para ele conheça suas vantagens.

Formalização da área

Antes de tudo, é preciso saber que o trabalhador autônomo não conta com os mesmos direitos que aquele contratado no regime da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).

É possível, porém, contornar esse fator e formalizar sua atuação por meio do registro como Microempreendedor Individual (MEI). Dessa maneira, o profissional consegue ter acesso a benefícios do governo federal, como auxílio-doença e aposentadoria.

Rede de contatos

O famoso e essencial networking possibilita que os trabalhadores estejam em contato com clientes e empresas de diferentes regiões e com as mais variadas experiências de mercado.

Em relação ao freelancer, essa possibilidade é ainda mais valorizada, já que quanto mais clientes e contatos esse profissional tiver, mais projetos, indicações e chances de melhor remuneração terá.

Flexibilidade em diversos aspectos

De acordo com relatórios da Workana de 2019 a 2021, para 97% dos trabalhadores freelancers a possibilidade de fazer home office é fundamental na hora de escolher um trabalho.

Os motivos específicos mais citados foram a necessidade de gerenciar os próprios horários, a oportunidade de cumprir as tarefas em qualquer lugar, a possibilidade de escolher o projeto do qual vai fazer parte e o desejo por estar envolvido profissionalmente com o que gosta.

Não se limitar a um salário fixo, ter uma renda extra e buscar uma saída para o desemprego também são motivações e possibilidades para os autônomos.

Mais experiência

Como esse trabalhador não tem vínculo empregatício e presta serviços independentes, ele se depara com a versatilidade de funções e pode adquirir conhecimento e experiência em diferentes setores de atuação da sua área.

O profissional pode, por exemplo, preencher o currículo com essa vivência e relatar as principais atividades desenvolvidas num determinado período. Essa opção vale também para quem não está empregado e deseja se manter ativo e atualizado enquanto não entra para o mercado formal, assim como para quem está começando a carreira e precisa fazer parte do mercado de trabalho o quanto antes.

 

 

Vem aí a primeira “Feijoada do Copa”

VER NOTÍCIA

Fabiana e sua filha Eloá as vencedoras no “Mamãe Bebê ACE 2024”

VER NOTÍCIA

Special Dog Company promove ‘Yakisoba do Lar’ em prol do Educandário O Lar da Criança

VER NOTÍCIA