Revista

ACE Santa Cruz é premiada por desempenho do SCPC

 

 

A equipe do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), da Associação Comercial e Empresarial de Santa Cruz, foi premiada pela Boa Vista SCPC, por tem bom desempenho na campanha “Operação Positivo”, desenvolvida durante toda a temporada 2021, aumentando o envio de “Declaração de Fonte”, bem como o envio dos “Dados Positivos” dos consulentes e o aumento de “Share do Positivo”, na ordem de 90,7%.

“Nosso pessoal ficou com o segundo lugar na RA 15 (Marília) e quarto lugar no Estado do São Paulo, pois vem desenvolvendo um excelente trabalho com o SCPC”, elogiou o presidente da entidade, Artur Araujo, que vai compartilhar entre os envolvidos o prêmio em dinheiro oferecido pela Boa Vista SCPC detentora do sistema de consulta. “É mais para estimular o pessoal que pode chegar próximo ao 100% na campanha deste ano”, disse o dirigente.

Representando a equipe na participação da campanha, a Gerente Mara Araujo, Rosangela Custodio e Patricia Beguetto, elogiou a equipe e agradeceu a Boa Vista SCPC pelo reconhecimento.

“Santa Cruz do Rio Pardo e Marília foram os destaques, na região administrativa de número 15 da Federação, ou seja, isso mostra que a nossa região está dedicada”. disse Mara. Foram premiadas as 14 associações comerciais. São elas: do Paraitinga, de Uchoa, de Regente Feijó, de Panorama, de Itápolis, de Potirendaba, de Pilar do Sul, de Botucatu, de Santa Cruz do Rio Pardo, de Araçatuba, de Marília, de Taubaté, de Franca e de Presidente Prudente. “Ser o primeiro colocado do grupo 6 não foi tarefa fácil, afinal, muitas outras Associações Comerciais também estavam concorrendo”, destacou Mara Araujo que acredita ampliar o índice alcançado na temporada passada para este ano.

“A tendência é só evoluir, afinal, nosso pessoal já está acostumado a fazer a migração, e em cada atendimento realizado é transmitida não só a informação de que nada consta no CPF ou CNPJ consultado, como também apresentar uma série de informações sobre o comportamento do consumidor, estimulando a utilização das informações cadastrais positivas. Aquela pessoa tem características de bom pagador, argumento, que também considera melhor para o empresariado em geral as informações positivas do que as negativas. Na consulta negativa não há o estímulo de novos negócios”, falou.

“Quando se sabe que aquela pessoa tem um bom “score”, ou seja, bom pagador, a empresa pode lhe oferecer outros bons negócios”.

 

 

Vem aí a primeira “Feijoada do Copa”

VER NOTÍCIA

Fabiana e sua filha Eloá as vencedoras no “Mamãe Bebê ACE 2024”

VER NOTÍCIA

Special Dog Company promove ‘Yakisoba do Lar’ em prol do Educandário O Lar da Criança

VER NOTÍCIA