Saúde

Nariz entupido no frio: saiba como cuidar

 

 

Otorrinolaringologista alerta sobre o uso contínuo dos descongestionantes e orienta sobre higienização correta

 

 Muito comum, especialmente nas épocas mais frias e secas do ano, a obstrução nasal pode ser um sintoma de várias doenças, como gripes, desvios de septo, algum tipo de trauma no nariz e, o problema mais comum, a rinite alérgica. Para evitar o desconforto causado pelas narinas entupidas, muitas pessoas acabam usando os descongestionantes de maneira descomedida e sem a orientação de um profissional.

De acordo com André Jorge de Oliveira, otorrinolaringologista do Hapvida NotreDame Intermédica, esses medicamentos têm efeito vasoconstritor, ou seja, diminuem as estruturas internas do nariz, liberando a passagem do ar. “Esse resultado rápido é temporário. Além disso, os descongestionantes, com o uso crônico e indiscriminado, provocam o efeito rebote. O paciente tem que usar doses cada vez maiores e as poucas gotas colocadas no início podem se transformar em jatos.”

O uso em excesso pode gerar dependência do medicamento e trazer riscos à saúde como problemas cardíacos. Contudo, o médico explica que esse vício pode ser tratado sob orientação e supervisão de um especialista. ”Neste caso, o paciente terá uma necessidade maior de medicamentos e cuidados, mas uma vez sendo bem executado, o tratamento será, sim, um sucesso”.

Higiene nasal

A limpeza do nariz é simples e pode ser feita em crianças e adultos. A única mudança é no volume de líquido utilizado devido à diferença entre os tamanhos das cavidades nasais. O otorrinolaringologista explica que a melhor maneira de limpar o nariz é usando soro fisiológico 0,9% ou soluções próprias para higiene nasal. “Jamais se deve usar água, água com sal, vinagre, ou qualquer outra substância. Nariz se lava com soro fisiológico”, orienta.

 

 

Secretaria de Saúde realiza nebulização em Santa Cruz

VER NOTÍCIA

Combate a Dengue: Prefeitura de Santa Cruz realiza mutirão de limpeza, confiras as datas

VER NOTÍCIA

Santa Cruz registra 21 casos positivos de dengue, Eldorado e Centro os locais mais afetados

VER NOTÍCIA